ESTÁ TUDO BEM

Tudo bem se perder. Você vai se encontrar. Tudo bem "fracassar". Há lições que só aprendemos nas sendas do insucesso. Tudo bem sofrer. Se permita sentir autocompaixão. Você não precisa estar bem e ser forte o tempo todo. Se permita desmoronar. Está tudo bem. Tudo bem quando dói. A dor é o melhor radar de qual emoção precisa ser olhada com carinho. Tudo bem quando está escuro. Sempre há um caminho de volta. A luz vai voltar. Tudo bem não aceitar a vida da forma como ela tem se apresentado. Na hora certa as compreensões vão chegar e a aceitação virá como consequência. Tudo bem sentir medo. Às vezes ele vai dominar. E, ao olharmos de frente, perceberemos que são névoas de ilusões que podemos ultrapassar. Um passo por vez. Uma respiração por vez. Um minuto por vez. É importante prestar atenção, isso é estado de presença, meditação. Fluxo. Refluxo. Acertos. Equívocos. Caminhos. Experiências. Tropeços. Sorrisos. Lágrimas. Oração. Declínio. Ascensão. Alto. Baixo. Quente. Frio. Morno. Céu. Terra. Feminino. Masculino. Yin. Yang. Sol. Lua. Luz. Sombras. Inferno. Paraíso. Extremos. Equilíbrio. Dor ou profundo amor. Tudo faz parte. Exercite o não-julgar (nada, nem ninguém). Exercite se desvencilhar do autojulgamento, da autopunição. Acolha tudo como é, como está. Está perfeito exatamente assim. Acolha o que você está sentindo neste momento. Há curas necessárias aí. E está tudo bem! Com amor, Aline Keny Arte por Sophie Wilkins