CINCO PASSOS PARA SE LIVRAR DA CULPA MATERNA

1) Reflita se você fez alguma coisa que realmente deveria se arrepender. Além disso, vale separar as coisas que você pode controlar das que você não pode e colocá-las em perspectiva.


2) Aprenda a deixar algumas coisas passarem. Segundo Debra Renner, coautora do livro 'Culpa Materna', maternidade não é perfeição. "Você, como mãe, é responsável por providenciar um ambiente seguro no qual o seu filho pode crescer e aprender. A primeira dica para aprender a priorizar é se perguntar de que forma seu filho será prejudicado se você não fizer algo naquele momento. se a resposta for "não muito", ou "de forma alguma", você acabou de achar um item que pode ser deixado pra depois".


3) Lembre que a grama sempre é mais verde no vizinho. Mães que trabalham podem se sentir culpadas por não estarem em casa com os filhos. Mães que ficam em casa podem estar culpadas por não ajudar na renda doméstica ou por não conseguir deixar a casa sempre perfeita. "Não há vencedores nesse jogo de comparações, então, lembre-se que você está tomando as melhores decisões para sua família".


4) Antes de reagir, pare. Alguns dos maiores momentos de culpa são quando a mãe perde o controle. A dica é pausar e respirar antes de responder o filho.


5) Encontre soluções práticas para as coisas que mais a deixam culpada. Se você se sente culpada por não estar com os seus filhos, separe uma hora por dia para focar completamente neles. Outros pais podem ajudar com soluções. "Lembre-se que sentir culpa é um sinal que você realmente se importa e que quer fazer o melhor para o seus filhos".