Certo e errado...

Sempre que você diz “Você está errado” para alguém, você se sente poderoso. Este é o nosso mundo... onde todos estão se julgando e julgando aos demais como errados. Como você pode ser amoroso, amigável, confiante? Como você pode abrir o seu coração? Você ficará isolado, ficará completamente fechado, viverá em um mundo que você condena e o mundo o condenará de volta. Assim, a primeira coisa é esta: pare de se julgar. Ao invés de julgar, comece a aceitar-se com todas as suas imperfeições, todas as suas debilidades, todos os seus erros, todos os seus fracassos. Uma vez que você se aceite, você será capaz de aceitar os outros, porque você terá um clara visão interior de que eles estão sofrendo das mesmas dificuldades, da mesma inconsciência, dos mesmos desafios. Uma visão acurada só poderá acontecer quando chegamos a compreensão total. Você pode até pensar que sabe, mas você não sabe. Você junta alguns pontos e especula, nada mais. Uma vez que a perspectiva do humano se funde com a divina, que ainda é um fenômeno raro nesse mundo, então o próprio conceito de certo e errado se desfaz, pois não existe certo e errado. O que te leva a julgar algo como certo ou errado é sua falta de compreensão do grande mistério. Texto por GuiGo Lavoura Foto por Saulo Cesar